O que meu intestino me diria, se falasse?

Oi, eu sou o seu intestino e me irrito fácil. NÃO ME PROVOCA! Se eu não gostar do que eu ouvir, ver, ou comer, eu vou virar a mesa.

CARA, CUIDADO! Você não tá VENDO que eu já estou cheio de informação para processar? Tira essa comida daqui. Sai de perto de mim!

EU NÃO QUERO SABER NADA SOBRE ESSE ASSUNTO. Não entendo porque você fica ouvindo esse cara chato. Ele só fala merda!

Olha, é difícil viver assim. Mal acordei, já fui ignorado em TODAS as suas escolhas. “Ain, mas eu quero isso”. E eu que me foda, né? Eu que me arrebente pra digerir.

Sério, é MUITA falta de respeito. Levanta um pouco dessa cadeira! Você podia trabalhar de pé.

Aliás, cadê o meu exercício diário? Hein? E o meu jejum terapêutico pra desinflamar? Você vive dizendo que vai cuidar de mim, mas na prática a teoria é outra. Eu que preciso regular TODAS ESSAS MERDAS que você engole pra “se sentir bem”.

Tá bom aí agora? Pra mim também não!

Eu sou irritável e estou exausto. Se eu não berro e me contorço, sou ignorado. E isso é muito ruim, sabe porque? Por que EU SOU VOCÊ! O jeito que você me trata, é o jeito que você SE trata, e sinceramente, é lamentável.

(post escrito após uma sessão de psicoterapia, em que a profissional me pediu para exercitar dar voz a esse intestino irritável).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s